Páginas

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Abrindo mão de algumas coisas


Quando dizemos que abrimos mão de algumas coisas por causa da profissão, não estamos mentindo.

Sabia que isso me afetaria em algum momento.

E esse momento chegou.

Depois de quatro anos afastado do principal festival de artistas amadores da América Latina, o ENART, tinha decidido voltar a participar e já havia passado pela fase Regional.

No entanto, as atividades profissionais acabaram adiando a participação para o ano que vem.

Faz parte.

Foi a primeira vez, mas certamente não será a última.

Estejam prontos, pois isso também vai acontecer com vocês.

22 comentários:

  1. nessa caso nem foi exatamente porque você é policial né... isso poderia acontecer com qualquer um com emprego e claro sem a intenção de ser despedido kkk

    pelo que ja ouvi de outros policiais, tem a questao de deixar de ir a alguns lugares como boates, festas, ou ate mesmo deixar de passar por algumas localidades que tem alto indice de violencia...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nesse caso, o festival acontece em um fim de semana em que não estarei disponível, em função de ser Policial, por estar convocado.
      Não deixei de ir a algum lugar, nem fui barrado, por estar armado.
      Na verdade não tive complicação nenhuma por enquanto.
      Não sei de que lugar falas, onde a realidade pode ser bem diferente.

      Excluir
  2. luiz, virou agente secreto agora? rsrs colocando tarja preta em informações.. coisa de agente da abin...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só por precaução, só por precaução... eheheh

      Excluir
  3. voce ja evitou ir pra algum lugar por ser policial (acredito que sempre ande armado...) ??

    tenho colegas policiais militares, civis e federais e pelo que me falam, o unico policial que pode entrar em qualquer estabelecimento (teria uma lei dizendo isso) é o policial federal..

    tanto que eles me falaram que quando vao pra balada, o policial civil arrisca e deixa a arma no carro porque nao gosta de deixa-la no guarda volume da boate... e o policial federal mostra o distintivo e carteira e entra.. às vezes o segurança tenta impedir, ai ele fala da tal lei e entra...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não evitei não, nem fui barrado.
      Sinceramente desconheço essa lei e até onde sei (posso estar errado) nosso porte é em todo o território federal, não havendo impedimento (senão em audiências judiciais), quanto a lugares para portar a arma, já que somos Policiais o tempo todo.
      O fato de ser responsável pelo armamento também faz com que seja temeroso deixá-lo no carro ou em casa e acontecer alguma coisa (como furtio por exemplo).
      Portanto, não sei se há essa diferenciação em virtude da função ser estadual ou federal, já que ambos são polícias.
      Tentarei me informar sobre isso.

      Excluir
    2. Olá! Eu comecei a fazer curso preparatório pro concurso da polícia civil esse mês, logo também desconheço tal lei.

      Mas presenciei uma cena que pode explicar isso.. eu estava entrando no cinema e na entrada dele havia uma lei impressa dizendo que é proibida a entrada de pessoas armadas.. ai na minha frente tinha um senhor de cabelo branco já e quando ele se aproximou do atendente, antes de passar pelo detector de metais, ele disse que era policial, estava armado e poderia entrar no cinema mesmo assim. ai o atendente falou que ele nao poderia entrar e mostrou a lei impressa. ai esse senhor falou o seguinte: "eu sou policial federal e essa lei é estadual, logo eu nao sou obrigado a respeita-la e eu vou entrar armado sim"...

      Excluir
    3. Interessante. Vou pesquisar.
      Obrigado por comentar.
      Abraço!

      Excluir
  4. luiz, você trabalha portando um fuzil tipo esse da foto de fundo do seu blog?? ou ao menos ja atirou com um? rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não não, é só a foto mesmo... eheh
      Também nunca atirei com fuzil.

      Excluir
    2. Luiz, apesar de haver um lado positivo de você nao precisar portar um fuzil, tipo.. a sua regiao nao ser tao violenta a ponto de precisar...

      Há o lado negativo.. se porventura aparecer uma quadrilha portando fuzis e voce nao ter poder de fogo equivalente e ja que está no interior, deve demorar pro reforço chegar..

      aqui no RJ, a formação básica abrange as cinco armas: revolver, pistola, espingarda, submetralhadora e fuzil/carabina. e o inspetor já sai da academia podendo portar um fuzil. a chefia ate ja retirou muitos fuzis das delegacias e ta tentando troca-los por submetralhadoras taurus .40, mas foi tentado o mesmo na PM e não deu certo.. (as submetralhadoras apresentaram muitos problemas) espero que na civil aconteça isso tambem e os fuzis voltem com todo o vapor.. rsrs porque os traficantes continuam com fuzis...

      Excluir
    3. Na nossa Academia diziam que o Rio é um caso a parte, acho que dos poucos lugares onde a Polícia usa uma arma com o potencial lesivo do fuzil, mas é como eu disse, é uma adequação à realidade do local, não teria como ser diferente.
      Nós, infelizmente só saímos habilitados pra utilziar revólver e pistola.
      Atiramos com uma CT40 e com uma calibre 12, mas não saímos habilitados.
      Acho que seria extremamente válido o conhecimento deo utras armas sim, mas aidna não temos isso.

      Excluir
  5. Anônimo, as coisas mudaram, eu estou na atual turma da Academia do Rio e já baniram as aulas de fuzil por aqui também, só atiraremos com pistola .40, .380 e revolveres calibre 38, salvo engano a CT .30 da Taurus (eu ainda não comecei as aulas de tiro e tática operacional, portanto não posso dar certeza quanto à CT .30).

    Dizem (será mais um Boatopol?) que após estarmos empossados retornaremos para a academia para termos aulas de fuzil, eu duvido.

    Luiz, eu já estou abrindo mão de muitas coisas antes mesmo de ser empossado para já entrar no clima, no Rio o bicho pega então todo cuidado é pouco.

    Abração parceiro.
    Fábio D.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. retrocesso... eu desanimei com essa informação... (vou começar a estudar para o concurso de oficial de cartório..)

      espero que o boato esteja certo... e pelo histórico do rio, deve estar sim

      segundo um colega de faculdade que é investigador do concurso de 2005: não há nada mais tranquilizante saber que voce sabe atirar e pode ter um fuzil colt m4a1 calibre 556 mm pra combater os bandidos que tanto atrapalham a vida dos cidadãos honestos do nosso estado...

      tipo.. o calibre 762 do fal e ak47 eu ate acho exagerado... tanto que o novo fuzil feito pela imbel que vai substituir o fal e ser o novo fuzil oficial das forças armadas brasileiras é calibre 556

      Excluir
  6. sempre que rola uma discussão sobre armamento policial, é impossivel nao falar sobre a polícia federal, a polícia mais bem armada do brasil... primeiro que ela fornece para todos os agentes uma pistola glock que pode ser 9mm ou .45... e segundo, o fuzil que ela adotou para ser o padrão.. o hk g36.. alem de ser muito mais moderno que os demais fuzis usados pela polícia, acho ele mais bonito tambem..rs e as submetralhadora hk mp5..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o fuzil de assalto hk g36 realmente é bem bonito...

      duas fotos de agentes da polícia federal operacionais:

      http://1.bp.blogspot.com/-sF0JUND4ZAg/UXHgenz2qBI/AAAAAAAABMI/r1kPY0sAmqs/s1600/CAM00096.jpg

      http://3.bp.blogspot.com/-rdsSfIuvZ4Y/UXHgfkPoo3I/AAAAAAAABMU/slAeNVMpiOE/s1600/CAM00106.jpg

      Excluir
    2. ah, e esse fuzil é utilizado pelas forças especiais do exército alemão entre outros 'brinquedos' mais interessantes da HK...

      Excluir
  7. Alguém poderia detalher melhor a respeito dessa lei estadual ?

    Qual a lei que afirma que o policial não poderá adentrar tal estabelecimento portando seu armamento pessoal ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tudo depende do estado onde voce estiver...

      aqui no rio tem uma lei que proibe a entrada de pessoas armadas em determinados lugares. e nao importa se é policial.. nao pode e ponto final.. em estabelecimentos comerciais diversos... e no lugar deve haver onde guardar a arma com segurança... mas no banco nao é proibido, basta se identificar como policial que pode entrar armado.. mas como foi dito.. é lei estadual.. policial federal nao precisa segui-la.. agora nao sei se é so porque a lei é estadual ou se existe um dispositivo legal federal falando que o policial tem o direito de entrar em qualquer lugar armado..

      me lembro até de um caso envolvendo essa questao que um policial federal acabou matando outro policial federal.. o policial homicida estava há pouquissimo tempo na PF e veio ao Rio para ser o chefe de segurança da festa organizada pelo irmão. ai apareceu um policial bem mais experiente, armado, e como ele pode, ele quis entrar na festa armado e os seguranças nao queriam, mas entrou assim mesmo por ser policial federal, mas os seguranças ficaram o seguindo durante toda a festa e devido a isso acabou acontecendo um bate boca entre eles, veio o policial mais novo e os dois resolveram à bala... o novato matou o mais velho com tres tiros...

      Excluir
  8. Eu lembro de ter lido essa história há algum tempo atrás.

    Anônimo, a .45 agora está liberada para qualquer policial, só a 9mm que continua sendo apenas dos Federais.

    Mas a Glock só comercializa as G25 e 28, ambas .380, em nosso mercado, porque existe uma outra lei protegendo as fábricas nacionais, .40 e .45 só das nacionais.

    Há pessoas que dizem ser possível importar legalmente uma Glock .40, eu não tenho essa informação para confirmar.

    Abraço
    Fábio D.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato há uma portaria do Exército Brasileiro autorizando a compra de pistolas .45 (.40 tambem e revolver 357 magun), por qualquer policial. Mas ainda não foi regulamentada, ou seja, na prática as lojas não podem vender, só fazer lista de possiveis compradores (nos sites dos representantes da IMBEL há tem umas imagens enormes convidando a pessoa a se inscrever na lista) mas o grande defeito é que o policial nao pode portar essa arma durante o serviço.. é de uso exclusivo fora do horário de trabalho na polícia...

      Bom curso e vida longa na PCERJ!

      Excluir
  9. ao amigo que comentou sobre a utilização do fuzil HK G36 na PF:

    isso já faz um bom tempo... a novidade mesmo agora é que a PF tem pelo menos no grupo de pronta intervenção (GPI), no núcleo de Polícia Marítima (NEPOM) e no comando de operações táticas (COT), um fuzil ainda mais moderno, o HK 417 (que usa o calibre 7,62 mm)... aí, o G36 fica para os policiais convencionais e o 417 que tem maior poder de fogo fica para os grupos especiais da PF...

    ResponderExcluir