Páginas

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Organizando a bagunça

Não parei hoje.

Entre uma atividade e outra, aproveitei para organizar o cartório.
Com o aumento no volume de serviço as coisas acabam acumulando.

A mesa vai ficando mais cheia de coisas.
Se não houver organização logo que a bagunça começa, não há mais controle depois.

São muitos documentos a serem juntados, ocorrências vinculadas à outras que também precisam ser juntadas.

Hoje, me dei ao luxo de contar o número de ocorrências que chegaram ao nosso cartório na última semana: Cinquenta!

Semana passada: Quarenta!

Junta-se a isso o fato de já estarmos trabalhando em ocorrências passadas e pronto, fico apavorado.

Claro que, mesmo que tivéssemos tempo e gente, nem todas são passíveis de levantar a autoria.

Mesmo assim, o volume de trabalho é assustador!

De manhã fizemos levantamento em um local de furto no interior, fomos buscar uma viatura na oficina, entre outras coisas.
De tarde, alguns atendimentos e mais organização.

Quase na hora de sair, uma oitiva necessitava ser feita e não poderia esperar.
Acabei ficando meia hora além do fim do expediente.

Foi mais rápido do que eu esperava, afinal, geralmente demoro realizando oitivas, tento tirar todos os detalhes.
Amanhã tem mais.

3 comentários:

  1. Luiz,

    Aqui na pcerj, tem várias divisões na dp. Inclusive a galera que fica no plantão, não sai para diligências, apenas fica fazendo R.O, como funciona na sua dp e em seu estado ? Todos fazem de tudo ou tem setores na dp ? Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As vezes é necessário fazer alguma outra tarefa, seja para auxiliar um colega, ou na falta deste.
      Plantonistas podem sair fazer levantamento de local sim.
      Quem fica nos cartórios sai menos pra rua, mas mesmo assim, se tiver interesse, sai, participa de operações, etc.
      Abraço!

      Excluir
  2. Tudo que eu mais quero é começar logo a viver essa correria!

    ResponderExcluir