Páginas

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Texto sobre a morte da Comissária Vanda

Texto retirado de uma publicação no Facebook:


"Quando perguntarem, por que Vanda reagiu, arrisco a responder:

Reagiu por não aceitar se curvar perante a violência desmedida que assola o Brasil;

Reagiu por não querer ser mais uma "PM Karina" que foi executada friamente após ser identificada como policial;

Reagiu por amar sua família e querer voltar para casa;

Reagiu por ser guerreira, qualidade de poucos;

Reagiu por ser mulher e não aceitar desaforos de bandidos que tornam a sociedade cada vez mais amedrontada;

Reagiu por ser POLÍCIA de primeira grandeza.

Em respeito à comissária Vanda e ao seu legítimo direito de reagir, afirmo;

Reagiu por querer dar um fim à uma injusta agressão.
 

Antes que falsos moralistas ergam a bandeira dizendo que não se deve reagir, digo:

A reação é uma decisão personalíssima e direito do ser humano, se nos tirarem esse direito, sobrará o que?
 

Enfim Vanda se foi e outras “Vandas” reagirão ou não.

Só não me digam que ela não deveria reagir, pois esta foi a decisão dela e deve ser respeitada. Somente quem veste a pele do cordeiro pode saber se é hora ou não de reagir.

Vanda, respeito a tua decisão, você foi grande!

Beijo no teu coração!"


Ricardo de Souza Salamon
Comissário de Polícia
http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/policia/noticia/2013/02/comissaria-aposentada-e-morta-por-assaltantes-no-bairro-sarandi-4032170.html

6 comentários:

  1. Maneiro o texto pra calar a boca desses palpiteros que não possuem coragem de ser polícia nesse país. Essa é a realidade da vida policial. Jamais julgue alguém, só quem está na situação do momento sabe como é. Abraços e bom carnaval.

    ResponderExcluir
  2. Luiz, Não sei o que você acha sobre e nem se vc já tem ciencia...Mas está rolando um projeto de lei que determina que a abordagem policial deve ser feita com a arma no coldre. O que acha desse projeto de lei? Vai contra todas as normas tecnicas ensinadas na Academia de Polícia?
    E em relação aos ataques que SC vem sofrendo, o que pode nos dizer?
    Abs
    Marcus

    ResponderExcluir
  3. Essa da arma no coldre é um absurdo. Colega Marcus, sabe informar o projeto de lei? Quero dar olhada nesse absurdo. Fiquei revoltado agora.

    ResponderExcluir
  4. João, (Sonhador) esse texto foi retirado do grupo dos aprovados...
    "Pela proposta (PL 4608/12), do deputado Edson Pimenta (PSD-BA), na abordagem de mera fiscalização, os agentes manterão as armas travadas no coldre, agindo de forma cortês; na abordagem por suspeita fundamentada, as armas permanecerão apontadas para o solo; e na abordagem de infrator da lei, as armas serão apontadas na sua direção, sem mirá-lo diretamente, com os dedos do policial fora do gatilho.

    Ainda de acordo com o projeto, a condução de pessoa presa será feita sem o uso de algemas, salvo em caso de resistência, tentativa de fuga ou de risco à própria segurança, à de seus condutores, à de terceiros ou ao patrimônio. No caso de barreiras de trânsito, também será exigido o documento de identificação dos passageiros.

    Leonardo Prado

    Pimenta: postura de alguns policiais é agressão contra a sociedade.
    Sem constrangimentos
    As revistas motivadas exclusivamente por prisão ou suspeita, com prévia explicação ao revistado, serão feitas “sem constrangimentos desnecessários e sempre por agente do mesmo sexo do revistado”, depois te terem sido explicadas à pessoa que está sendo revistada.

    “Diante de alguns abusos que têm sido verificados no curso da atividade policial, submetendo pessoas, em geral, e presos ou detidos, em particular, a constrangimentos desnecessários, é imprescindível que o Poder Legislativo regule os procedimentos a serem adotados pelos agentes das autoridades policiais quanto às abordagens dos cidadãos”, afirma o autor.

    Segundo o deputado, a postura de alguns policiais representa “uma agressão contra a sociedade e uma violação do Estado Democrático”.

    Tramitação
    O projeto tramita em caráter conclusivo e será examinado pelas comissões de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado e de Constituição e Justiça e de Cidadania".

    ResponderExcluir
  5. É muito triste quando um Policial nos deixa, ainda mais nessas circunstâncias, mas faz parte da vida...

    Reagir, sempre! Não existe outra opção; é regair ou reagir! Mas precisamos estar preparados. Infelizmente bandidos também tem armas. Estar atento e preparado é tudo! Vamos eliminar esses vagabundos e colocar medo neles, para eles pensarem muitas vezes antes de tentarem algo contra nós e outros trabalahores, e aí, eles tomarem juízo e uma vida honesta.

    Sobre a breve discussão que se formou nos comentários...

    Querem que nós tenhamos bola de cristal e advinhemos quem é o bandido... ridículo! É um absurdo esse PL. Já li sobre um caso em que um advogado se sentiu ofendido porque uns PMs o abordaram. Porque, segundo ele, os PMs devem ir atrás de bandidos e não dele... Ora, agora os PMs têm bola de cristal?!?! Se fosse assim, nem seria preciso mais PM, policiamento preventivo. Bastava a gente advinhar quem são os bandidos e ir até a casa deles e pronto! Queria ver esse deputado trabalhar nas ruas. Com certeza ele não se sentiria seguro em deixar a arma no coldre...
    Em muitas regiões aqui do Rio, passamos colocando o fuzil pra fora da viatura e pronto pra tiro. Não podemos 'dar mole'.
    Todo esse texto é uma grande piada de mal gosto, sem graça alguma...
    A pessoa pode aparentar ser a pessoa mais tranquila do mundo, mas quando ela percebe que será detida, pode se transformar em um monstro e ser muito tarde para os policias colocarem as algemas. E se algum policial comete excesso, que ele sofra pelos seus atos, mas a maioria é extremamente profissional. Isso posso garantir!

    Papa Charlie

    ResponderExcluir
  6. Nunca li algo mais absurdo.... Esse PL é uma tremenda afronta ao exercício. Triste saber que isso pode realizar.

    Vlw Marquinhos. Abs.

    ResponderExcluir